domingo, 16 de setembro de 2012

11/09/2012 - Prática de Ensino - EDUCAÇÃO E MUDANÇA

Prezados,

Abaixo postamos a resenha do livro "Educação e mudança", do Paulo Freire. O texto é de autoria de Catia Assis e foi publicado no site http://www.recantodasletras.com.br/resenhasdelivros/627677.

O texto foi considerado em sala de aula na última terça-feira, dia 11/09. Terminaremos de considerá-lo na próxima terça, dia 18. A partir da leitura, teremos de postar um comentário respondendo pela primeira vez àquelas três perguntas do nosso blog de bordo:

1. O que aprendi hoje?

2. Quais dificuldades encontrei no aprendizado, e como superá-las?

3. Como poderei aplicar tais conhecimentos em minha vida profissional?

Boa leitura!

Prof. Gabriel.

+++

EDUCAÇÃO E MUDANÇA
* O Compromisso do Profissional com a sociedade

O homem através da sua ação-reflexão com o mundo e si mesmo pode comprometer-se e comprometendo-se pode transformar a sociedade e transcender a alienação cultural.

* A educação e o processo de mudança social

O homem é um ser inacabado, por essa razão está em constante busca, essa busca é a educação. Desta forma, a educação deve estar intrínseca ao amor e a esperança, deve ser desinibidora e não restritiva, autêntica, autônoma e coletiva. Implica no ato do conhecer entre sujeitos. A conscientização é ao mesmo tempo uma possibilidade lógica e um processo histórico ligando teoria com práxis num processo indissolúvel. A educação não é o motor da transformação social e política e nem reproduz mecanicamente a sociedade, ela é essencialmente um ato de conhecimento e conscientização e que, por si só não leva uma sociedade a se libertar da opressão.O sistema instrucional não modifica a sociedade, ao contrário, a sociedade é que pode mudar o sistema. A luta de classes não é uma soma zero num jogo onde a vitória do oprimido constitui a derrota do opressor, mas sim a práxis com significado universal e mais diretamente ganho universal.

* O papel do trabalhador social no processo de mudança

O papel do trabalhador social se dá na estrutura social que é constituída pelo jogo dialético mudança-estabilidade e dinamismo-estático. A mudança não é um trabalho exclusivo de alguns homens, mas dos homens que a escolhem. Tentar a conscientização dos indivíduos com quem se trabalha, enquanto com eles também se conscientizam é o papel do trabalhador social que optou pela mudança.

* Alfabetização de adultos e conscientização

Posto diante do mundo, o homem estabelece uma relação sujeito-objeto da qual nasce o conhecimento. Esta relação é feita também pelo analfabeto. A diferença entre a relação que ele trava neste campo e do alfabetizado é que sua captação do dado objetivo se faz pela via preponderantemente reflexiva. Então é necessário que essa captação mágica do analfabeto seja transformada em crítica, fazendo o homem sentir que é capaz de superar a via dominantemente reflexa e renunciar ao papel de simples objeto e exigir ser o que ele é por vocação: sujeito. Isso pode ser feito, segundo Paulo Freire através de um método ativo, diálogo, crítico e participante, na modificação do conteúdo programático da educação, no uso de técnicas, como a de redução e de codificação. Consciência é intencionalidade em direção ao mundo.Quando a consciência aparece, há reflexão, há intencionalidade em direção ao mundo. "Não podemos apenas saber, mas saber que estamos sabendo".

* O conhecimento e a escola

O conhecimento deve ser um bem imprescindível à produção da nossa existência, por isso ele não pode ser “objeto de compra e venda”, cuja posse fique restrita a poucos. Deve constituir-se numa ferramenta essencial para intervir no mundo. Conhecer é descobrir e construir, não copiar. A escola constrói saber que é poder, o seu papel consiste em colocar o conhecimento nas mãos dos excluídos de forma crítica, porque a pobreza política produz pobreza econômica.

* Humanização

A humanização é a nossa vocação ontológica, é libertar a humanidade, incluindo os opressores e aqueles como os professores que são recrutados pela elite paternalista para trabalhar com os oprimidos, mas que, sem reconhecer, perpetuam o domínio através do ensino.

* Inclusão digital

As novas tecnologias, assim como a educação, podem ser voltadas para propostas de opressão ou de libertação; podem ser empregadas em propostas críticas, dialógicas e libertadoras, assim como ser uma arma perversa de exclusão social.


* Conclusão


Paulo Freire não foi um educador, mas o EDUCADOR. Suas idéias abriram e continuam a abrir portas para a implantação de uma sociedade mais igual, menos racista, machista, preconceituosa, elitista e exclusiva. A educação tem um papel importante no processo de mudança social, porém sozinha ela não pode fazer muita coisa e ainda pode se tornar um agente de “superseleção” e de exclusão. A conscientização aliada ao fim do neoliberalismo e do compromisso sincero e fiel pode alavancar essa tão sonhada mudança social de Paulo Freire.


* Bibliografia



MCLAREN, Peter.LEONARD, Peter.GADOTTI, Moacir.Paulo Freire: Poder, desejos e memórias da libertação.Tradução Márcia Moraes. Porto Alegre: Artmed, 1998.

FREIRE, Paulo.Educação e mudança.Tradução Moacir Gadotti e Lílian Lopes Martin.Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979. Coleção Educação e Comunicação, vol.1.
 
+++

26 comentários:

  1. Nesse texto aprendi que a educação deve ser reproduzida com sentimentos de amor,esperança,sendo autêntica e não restritiva.O ato de educar vai além de desenvolver a capacidade intelectual e moral,esse ato da-se à uma troca de conhecimento,por isso o homem é um ser inacabado.
    Paulo Freire fala também sobre a alfabetização de adultos que é uma questão muito importante,pois além da alfabetização é necessário que se desperte a crítica e conscientização do sujeito.Dando a ele a possibilidade de interagir por meio de diálogo,atividade coletiva e participação.
    By: Tatiane Pereira Da Silva

    ResponderExcluir
  2. O que aprendi é que o homem é um ser inacabado,ou seja, precisa da educação e atualização constantemente,o homem nunca sabe tudo aprende e descobre coisas novas todos os dias.O principal papel do educador é conscientizar as pessoas que só através da educação é que se consegue mudanças,somente com educação poderemos um dia deixar de fazer parte de uma sociedade alienada e se atentar que o valor maior é o do ser humano,e que trabalhando junto com o mesmo objetivo tudo será mais fácil,no mundo,com o mundo e pelo mundo.

    ResponderExcluir
  3. o que aprendi que o homem precisa da educaçao e do amor , ele é um ser inacabado, o homem sempre diz saber tudo , ao passar dos dias ele ensina e apreende ao mesmo tempo .o principal papel do educador é ensinar e explicar que atraves do estudo tera uma mudança em suas vidas.
    Carla Rios

    ResponderExcluir
  4. Aprendi que o papel do educador é decisivo quanto ao conteúdo, método, avaliação e forma de interagir em sala de aula.Não podendo esquecer de atualiza-se constantemente,pois, o educador é o transmissor de idéias oeganizadas e selecionadas corretamente.Tive dificuldades para o entendimento textual, por ser o primeiro contato com este tipo de línguaguem e acho que posso superá-lo com o decorrer das leituras,das aulas e entendimento dos mesmos.A aplicaçaõ deste conteúdo é como disse antes: interagir, atualizar-se, comprometimento com o aprendizado e criar uma união de saber e conhecer com seus alunos.
    juliana lotufe screpante

    ResponderExcluir
  5. Melissa Vasconcelos:

    * O que aprendi:
    Com a leitura do texto, aprendi que o papel da educação é fundamental na formação de um ser humano, pois ter conhecimento leva a libertação de uma sociedade oprimida, fazendo assim que ela pense por si só tornando-a uma sociedade culta capaz de mudar a situação na qual se encontra por esse motivo a escola tem que preparar seu jovem para que um dia venha tornar-se um cidadão que possua conhecimentos suficientes para se desenvolver e crescer em uma sociedade onde a sua opinião tenha valor e seja posta em pratica assim como seus direitos.

    * Quais dificuldades encontrei no aprendizado, e como superá-las?
    Minha dificuldade foi a leitura do texto, pois ele é escrito de uma forma cansativa, porém mantive a concentração e o li até o fim.

    *Como poderei aplicar tais conhecimentos em minha vida profissional?
    Na minha vida profissional posso usar muitas das informações citadas no texto, mas as que mais me chamaram atenção foram: [...] O homem é um ser inacabado, por essa razão está em constante busca [...] e [...] “Não podemos apenas saber, mas saber que estamos sabendo".[...] porque como profissional não posso ficar apenas com o conhecimento que já tenho, se quero ser boa no que faço tenho que estar em constante busca para melhorar o meu trabalho e ter ciência do que estou fazendo.

    ResponderExcluir
  6. Kemilyn C. Lima Rodrigues

    1. O que aprendi hoje?

    Que a educação é o processo de mudança social,o que faz ser o que eu sou é a minha educação.
    Precisamos da educação constante e da atualização.
    O homem deve ser sujeito de sua própria educação , ninguém educa ninguém , o homem como ser inacabado , está em constante busca com outros seres . No mundo com o mundo e pelo mundo.

    2. Quais dificuldades encontrei no aprendizado, e como superá-las?
    Em entender a linguagem dos textos, e transcrever meu entendimento. Creio que posso superar essas dificuldades com mas leituras, explicações.

    ResponderExcluir
  7. Josemar Marcolino, 1213323

    1. com a leitura aprendi que o homem é um ser inacabado, ou seja, nunca está pronto por inteiro, precisa estar sempre se aperfeiçoando, em busca de novos conhecimentos. fazendo uma reflexão sobre oque é educação e realizando troca de informações com todos de seu meio social, profissional ou/e pessoal.

    2. A grande dificuldade que tive foi de poder entender e interpretar este ou qualquer outro texto, tenho essa dificuldade por não ter o hábito de ler constantemente, mas acredito que com o decorrer do curso posso superar essas dificuldades e tornar o ato de ler um hábito mais frequente em minha vida.

    3. A ideia que Paulo Freire nos deixou através de seus textos, é que para nos tornarmos um bom educador precisamos nos comprometer a ensinar com amor e dedicação e também devem estar em constante aprendizagem, ou seja nunca parar de estudar, devemos estar dispostos a aprender sempre, principalmente com os próprios educandos com troca informações criando em sala de aula grupos de discussões, promover debates entre os aluno, etc...

    ResponderExcluir
  8. Diná F. Lima

    1 - O QUE APRENDI...

    Aprendi que sem a educação não conseguimos lidar com problemas no que se diz respeito à sociedade. Temos que ter certo conhecimento para opinar em nosso favor ganhando assim respeito e o direito de lutar pelas coisas que queremos. Sem este conhecimento não podemos fazer absolutamente nada, pois seremos leigos em qualquer assunto e ficaremos de braços atados.

    2 - QUAIS AS DIFICULDADES QUE ENCONTREI NO APRENDIZADO E COMO SUPERÁ-LAS:

    Em certas partes do texto a leitura fica um tanto complexa e atá mesmo cansativa, mas você acaba tendo uma certa curiosidade para explorar certas palavras e querer descobrir i que significam e em que sentido o autor colocou elas daquela forma, então fui em busca de significados, pois assim pude entender um pouco melhor o texto.

    3 - COMO PODEREI APLICAR TAIS CONHECIMENTOS EM MINHA VIDA PROFISSIONAL:

    Buscando cada vez mais conhecimento para que possa ser a melhor no que faço independente da ocupação que estará exercendo. Nunca desistir e sempre renovar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 06 de outubro de 2012
      Aprendi que o homem é um ser inacabado, inconcluso e está sempre buscando algo e refletindo. Ele possui a consciência do seu inacabamento, isso é importante para que ele se torne autônomo. A nossa imperfeição possibilita que nos adaptemos às mudanças, as situações imprevistas.
      O educador tem o papel de ser comprometido com a sociedade porque é agente de mudanças e tem a maior possibilidade de trabalhar e agir com o aluno em pró da sua construção.
      Educar é um ato de amor ao próximo, pois não há educação sem amor, a educação amorosa respeita, dá esperança para que a mudança exista de fato. A educação com base no amor respeita os limites do educando, e desafia--o a transpor esses limites, para que o aluno tenha um conhecimento mais amplo e uma consciência crítica e assim não esteja fadada na ingenuidade.
      A conscientização e mudança andam lado a lado, pois a mudança e a transformação só vêm através da conscientização.
      O homem deve conhecer as letras para entender seu mundo ao seu redor, ter criticidade, autonomia e condições para se defender dos opressores.
      A minha dificuldade foi em entender algumas partes do texto e transcrevê-lo. Acredito que com mais leituras e esclarecimento das mesmas conseguirei sanar as minhas dúvidas.
      Em minha vida profissional procuro sempre estar aberta ao novo e ressignificar sempre a minha prática, me atualizando e procurando lidar com as novas tecnologias, mídias e as diferentes linguagens do mundo atual, sempre pensando no aluno em primeiro lugar.
      Maria Aparecida F. Rosa da Silva – RA 122521-5.

      Excluir
  9. O que aprendi hoje?



    Segundo Paulo Freire," o homem é um ser inacabado,por si se educa".Isto leva-o a ser conhecer e buscar novos conhecimentos.Não é possível fazer uma reflexão sobre o que é educação sem refletir sobre o próprio homem. Ser o homem fosse um ser pronto não haveria aprendizado, rico de conhecimento, ninguém tinha que aprender nada pois já saberia tudo que precisava em sua existência.
    Como o homem é um ser que nunca esta pronto ele precisa esta sempre buscando e trocando conhecimento para o seu desenvolvimento profissional.
    O mundo está passando por constante mudanças constantemente, cabe a nós educadores futuros educadores analisarmos as praticas atuais no sentido de modifica-las futuramente.Precisamos deixar de fazer parte de uma sociedade alienada.

    Minhas dificuldades?

    Foi de interagir com o texto, porém já li esse livro, o que mata e a interpretação, você acaba perdendo o foco no decorrer da leitura. nada que uma boa prática de leitura não resolva.

    Como usarei esse conhecimento em minha vida profissional?

    Levar para sala de aula, novas prostas contextualizados
    sobre tudo trocas de experiencias,debates, construção de ideias a formação ética, proposta de visões de mundo novo e buscando justiça e igualdade na sociedade para todos junto com os educandos.


    ResponderExcluir
  10. Odete Araújo Santos.

    O que aprendi hoje?

    Que a educação é uma busca sem fim e esta educação deve estar ligada ao amor e a esperança.
    E o processo de mudança não é exclusivo para alguns todos devem busca-lá.
    O que faz uma pessoa ser o que ela é sua educação.

    Quais foram minhas dificuldades e como superá-las?

    Tenho grande dificuldade de falar em público sou muito tímida
    e as vezes tenho dificuldade para interpretação dos textos.
    Mas acredito que vou vencer este desafio.
    Como usarei esse conhecimento em minha vida profissional?

    Usarei este conhecimento para ser uma profissional que respeita o próximo que estou ensinando e aprendendo.
    Ter zelo e dedicação.

    ResponderExcluir
  11. Adna Vasconcelos:

    * O que aprendi:

    Com a leitura do texto aprendi que há uma constante busca do ser humano o que o impulsiona a buscar o conhecimento para se sentir melhor e por dentro das coisas do mundo, o que o torna mais seletivo, e com opiniões próprias podendo argumentar fatos com propriedade no que diz.
    Nós educadores devemos estimular esta vontade de obter conhecimento no aluno, pois isto o tornará um cidadão que pode buscar em um futuro as mudanças necessárias na evolução social, sem o comodismo de aceitação que é tão presente até mesmo dentro das escolas, obviamente sem instiga-lo com nossas opiniões e valores mas sim dando-lhes campo para montar sues próprios ideais e valores como um cidadão educado e bem informado.

    * Quais dificuldades encontrei no aprendizado, e como superá-las?

    Não sei se se encaixa em uma dificuldade, mas o fato de ter a consciência de que essa responsabilidade que terei com cada (aluno/cidadão) dentro de sala de aula para que meu trabalho não mude o foco e que eu consiga atingir este objetivo, deve ser uma meta como educadora e onde terei que me empenhar para ser um exemplo, também sempre buscando estar bem informada e exercendo a minha função com o (eu cidadão).

    *Como poderei aplicar tais conhecimentos em minha vida profissional?

    Acho que até já citei acima (na empolgação)mas creio que buscar sempre ser fiel ao que ensino, e as características de um cidadão bem informado em todos os âmbitos educacionais, para passar a segurança aos receptores que levarão consigo cada momento em sala de aula.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lorena - Letras , turma B- 22 de Setembro de 2012

      Aprendi que:
      O homem está em constante transformação. É um ser inacabado que sempre está em busca de conhecimento. Com esse conhecimento adquirimos formas de nos conscientiza e assim agir e transformar com atitudes e olhares críticos para que haja uma mudança no meio em que vivemos.
      O papel do educador é levar conhecimento ao aluno para que ele mesmo adquira uma consciência crítica e avalie melhor seu papel na sociedade em que vivemos.

      Qual a dificuldade que encontrei?

      Preciso ler mais e com isso posso aumentar meu vocabulário e melhorar minha interpretação. Como falou meu amigo acima pretendo adquirir tudo isso antes do final do curso.

      Como usarei esse conhecimento em minha vida profissional?

      Levar para sala de aula uma inovação, não deixar cair na rotina esse aprendizado, variando as atividades e aproveitando o conhecimento dos mesmos. E assim também aprendendo com eles idéias novas e diferentes.

      Excluir
  12. 1. O que aprendi hoje?
    Que estamos em constante fase de aprendizagem, e com isso nunca deixamos de aprender ou nunca paramos de aprender. Vamos ganhar cada vez mais conhecimento. Somos um ser ilimitados, e a aprendizagem é algo inesgotável.

    2. Quais dificuldades encontrei no aprendizado, e como superá-las?

    Talvez a linguagem usada, e suas varias ferramentas que tornam um texto complexo. Um maior entendimento em alguns trechos e citações. Um linguajar muito formal e cientifico demais.

    3. Como poderei aplicar tais conhecimentos em minha vida profissional?

    Esta sempre aprendendo mesmo sendo um educador. Plantar esse conhecimento, para nascer futuramente frutos bons que possam ser aproveitados inteiramente. Adquirir o vasto conhecimento, que as pessoas irão proporcionar agora e sempre.

    ResponderExcluir
  13. Suzi 1222881

    Nesse mundo de constantes mudanças social, cultural e profissional o educador tem como papel principal criar um ambiente educativo estimulante e criativo. Por isso deve-se estar sempre buscando no dia a dia aprender e aprimorar os conhecimentos e técnicas de ensino visando com isso criar pessoas critica pensadoras, formadoras de suas próprias opiniões.
    No mundo atual em que vivemos e preciso transformar a aprendizagem em pratica constante, isso e extremamente importante tanto intelectualmente como profissionalmente.
    Todos nos temos responsabilidade com as gerações futuras. Depende de todos, não somente do educador , preparar as crianças de hoje para a vida adulta de amanhã com muito amor carinho e dedicação só assim poderemos ter um futuro melhor.

    ResponderExcluir
  14. Edilani Rafaela Tavolaro-1224293

    Aprendi que, estamos sempre em busca de algo. Não estamos satisfeitos nunca. Buscamos sempre mais e mais, e isso faz nos trás leva ao conhecimento, o que trás entendimento das coisas, que por consequência, nos faz mais seletivos e esclarecidos.

    Dificulades: Por ser um assunto, não conhecido anteriormente, tudo é muito novo, uma nova realidade.
    Estarei buscando mais informações sobre o assunto, de diversas maneiras, e assim estarei sanando as minhas dúvidas.

    Tudo aquilo que, se aprende, deve ser passado adiante, neste caso, aos educandos, caso contrário de nada adianta tantos conhecimentos, e de maneira que, se faça todos entenderem, tais conhecimentos.

    ResponderExcluir
  15. meu aprendizado: penso que o homem atrvés de seu aprendizado e conhecimento sempre tera o que aprender e ensinar ao proximo,isto quer dizer que estamos sempre buscando o conecimento,pois o mundo exige isso cada vez mais; enquanto existir pessoas sem conhecimento de fato (analfabetos,leigos e ignorantes)haverá o que penso sobre pobreza politica o que leva a pobreza economica,quanto mais pobre formos intelectualmente, mais pobreza economica veremos,pois sem estudo o futuro fica incerto.
    teoricamente sempre ouvimos dizer que as melhores escolas sao as particulares,mas a escola publica esta apta para um bom desempenho,basata que tenha professore e alunos em conjunto para um saber sem fronteiras,sem medo de nao conhecer e com muita vontade de saber cada vez mais.o saber é de graça nao precisa ter dinheiro para se obter conhecimento,qualquer livro que lermos,claro que tendo sempre o senso critico para saber se essa leitura é ideal e se serve para mim como pessoa para levar pra minha vida e passar em frente;quando temos o habito da leitura é como se plantassemos uma semente e ela vai germinando em nossa mente,aprendendo novas palavras e seus significados,elevando assim nosso conhecimento,nos tornando seres evoluidos,cidadaos com pensamentos próprios,com deveres e direitos e com capacidade de aprender sempre algo novo para com isso estar sempre a frente de tudo o que nos é imposto pela sociedade.

    nome:michele araujo RA:1221181

    ResponderExcluir
  16. Eu aprendi que: a educação esta em constante mudança, considerando que a evolução das descobertas científicas influenciam na educação modificando o que já foi a definição de aprendizagem. Certo de que o homem é um ser inacabado e em constante busca pelo saber e descobertas do novo.
    Cristiano F.O.Souza RA:1220796

    ResponderExcluir
  17. * Aprendi com os ensinamentos dO mestre Paulo Freire,que uma sociedade só se transforma,se liberta através da Educação,fazendo assim transceder a alienação cultural. Uma sociedade que tem como base o conhecimento e a conscientização modifica o sistema de seu país. Educação é sobretudo amor,esperança,nos torna autênticos,autonômos,transforma a cada um de nós seres humanos em seres poderosos capazes de formar e disseminar ideías e opiniões.
    Nós como futuros educadores devemos ter como alicerce a luta de Paulo Freire,pois apesar de ainda não termos o país que queremos,devemos continuar sua batalha,humanizando,trazendo aqueles que que precisam mais acesso a educação até mesmo a digital (de fundamental importância hoje em dia em plena era tecnológica). Afinal,uma sociedade sem educação é uma sociedade sem futuro.

    * Dificuldades - As dificuldades que enxergo agora é a de como futura educadora, poderei compartilhar todo esse amor descrito e sentido por Paulo Freire e transforma-lo em aprendizado,sem barreiras. Mais dificil ainda é sabermos que nossa jornada não será fácil,pois as escolas atravessam uma nova era,onde crianças chegam ao quinto ano sem ao menos saber ler e escrever,onde a grande maioria frequentam a sala de aula por ter na escola a única refeição do dia. Nossa dificuldade sera trazer para o mundo dessas crianças a importância desse amos quando forem adultos.

    * O conhecimento através das palavras de Paulo Freire e todo sentimento que envolve seus ensinamentos são validos para qualquer profissão. Pois só trabalha com garra e vontade aquele que ama o que faz. Com certeza aplicarei todos os dias estes conhecimentos, visto que toda essa devoção e amor perante a educação é primordial para nós futuros educadores.

    Geyza Cecilia Campos RA 1225368

    ResponderExcluir

  18. Aprendi que o homem é um ser inacabado, inconcluso e está sempre buscando algo e refletindo. Ele possui a consciência do seu inacabamento, isso é importante para que ele se torne autônomo. A nossa imperfeição possibilita que nos adaptemos às mudanças, as situações imprevistas.

    O educador tem o papel de ser comprometido com a sociedade porque é agente de mudanças e tem a maior possibilidade de trabalhar e agir com o aluno em pró da sua construção.
    Educar é um ato de amor ao próximo, pois não há educação sem amor, a educação amorosa respeita, dá esperança para que a mudança exista de fato. A educação com base no amor respeita os limites do educando, e desafia-o a transpor esses limites, para que o aluno tenha um conhecimento mais amplo e uma consciência crítica e assim não esteja fadada na ingenuidade.

    A conscientização e mudança andam lado a lado, pois a mudança e a transformação só vêm através da conscientização.
    O homem deve conhecer as letras para entender seu mundo ao seu redor, ter criticidade, autonomia e condições para se defender dos opressores.

    A minha dificuldade foi em entender algumas partes do texto e transcrevê-lo. Acredito que com mais leituras e esclarecimento das mesmas conseguirei sanar as minhas dúvidas.

    Em minha vida profissional procuro sempre estar aberta ao novo e ressignificar sempre a minha prática, me atualizando e procurando lidar com as novas tecnologias, mídias e as diferentes linguagens do mundo atual, sempre em primeiro lugar pensando no aluno.

    Maria Aparecida F. Rosa da Silva – RA 122521-5.

    ResponderExcluir
  19. Através desse texto podemos entender a necessidade do homem como ser inacabado de trocar experiências e também ter a consciência de seu inacabamento. Esses pontos devem nos levar principalmente a reflexão e com isso podemos dizer que o homem vai além do físico e acima de tudo pode objetivar-se tornando mais completa sua trajetória.

    O educador tendo essa consciência deve-se manter sempre atualizado para que posso sempre acompanhar essas mudanças e também agir sobre elas, fazendo assim parte de sua evolução.

    Enquanto educadores devemos nos atentar para o compromentimento e o compromisso social já que somos agentes essênciais dessas mudanças.

    Rafael A D S Ribeiro R.A. 1221773

    ResponderExcluir
  20. Eu aprendi que o Homem é um ser que sempre está buscando aprender e seu conhecimento é infinito,ou seja,o mesmo nunca terá conhecimento de tudo,pois sempre aparecerá coisas novas. A educação é a base do mundo,mas que não muda completamente a sociedade,como diz Paulo freire na frase '' Se a educação sozinha não pode tranformar a sociedade, tampouco sem ela a sociedade muda.''. Usar isso no ramo profissional é bastante complicado,pois muitos ainda não sabem o que é exatamente educação e outros não querem saber,mas nós educadores temos o compromisso social de ajudar.

    Bruno Vinnicius de Sousa Silva RA 1222846

    ResponderExcluir
  21. O QUE APRENDI HOJE?

    Aprendi que o papel do educador é decisivo quanto ao conteúdo, método, avaliação e forma de interagir em sala de aula.Não podendo esquecer de atualiza-se constantemente,pois, o educador é o transmissor de idéias oeganizadas e selecionadas.
    Enquanto educadores devemos nos atentar para o compromentimento e o compromisso social já que somos agentes essênciais dessas mudanças.

    QUAIS FORAM AS MINHAS DIFICULDADES?

    Poder comentar com clareza o que aprendihoje.

    ResponderExcluir